Prefeito de Andradas participa de debate sobre novo Estatuto das GMs

Em 10/08/2017 às 13:25:19


O Prefeito de Andradas, Rodrigo Aparecido Lopes, participou de debate em audiência pública na Comissão de Legislação Participativa da Câmara dos Deputados, em Brasília, no dia 08 de agosto. O debate teve como objetivo discutir o novo Estatuto Geral das Guardas Municipais, Lei 13.022/14. A audiência reuniu representantes da segurança pública, de instituições jurídicas e parlamentares, entre eles o Presidente da Conferência Nacional das Guardas Municipais do Brasil, Oséias Francisco da Silva, o chefe de gabinete da Secretaria Nacional de Segurança Pública, Bruno Caligaris, o Deputado Federal, Chico Lopes, o diretor do Departamento de Análise de Atos Normativos da Consultoria Geral da União (AGU), Fernando Luiz Albuquerque Faria, e a defensora Regional dos Direitos Humanos, Diana Freitas de Andrade.

A Guarda Municipal de Andradas está normalizada dentro da nova legislação. O Prefeito Rodrigo Lopes, aproveitou a oportunidade para reivindicar alguns pontos da legislação que prejudicam as cidades menores. Conforme a Lei 13.022/2014, o novo estatuto determinou que as prefeituras teriam que regulamentar o exercício das atividades dos guardas municipais nos termos do estatuto geral da categoria. Desde então, as guardas municipais foram inseridas no sistema nacional de segurança pública, o que permite que a corporação tenha poder de polícia, atuando na proteção da população e na prevenção à violência, e tenha porte de arma. Mas, o porte arma foi permitido apenas para as cidades com mais de 50 mil habitantes. Essa foi a principal reivindicação de Rodrigo. “A autonomia dos municípios deve ser respeitada. Os prefeitos das cidades menores foram eleitos e tem a mesma legitimidade dos prefeitos das grandes cidades, das capitais, dos governadores e do presidente da República. Se for negado ao prefeito o direito de decidir se sua Guarda vai ser armada ou não, a Constituição deve ser alterada e os pequenos municípios devem ser administrados por interventores nomeados e responsáveis por cumprir as determinações do Estado e da União", reivindicou em plenário. 

Durante a audiência, o Prefeito Rodrigo deixou evidente que lutará para que os municípios menores e as Guardas Municipais sejam respeitadas. “O município que cumpre as regras estabelecidas, o curso, a formação, o processo de seleção independente do seu tamanho deve ter o direito de se estruturar. Não é o número de habitantes, mas a qualificação dos guardas que deve ser considerada. Acredito que conforme a sociedade vai evoluindo as ações de prevenção não são mais eficientes. É preciso uma ação incisiva de segurança para que a sociedade não seja entregue ao caos”, afirmou Rodrigo.

A Guarda Municipal começou a atuar na cidade de Andradas em janeiro deste ano e entre as competências estão: solucionar conflitos, atuar como agente de trânsito nas vias municipais e fazer o encaminhamento do autor das infrações ao delegado de polícia, nos casos de flagrante delito.  Também podem celebrar convênios com órgãos de municípios vizinhos, de Estados e da União para desenvolver planos de defesa civil. A GM de Andradas já foi criada e constituída obedecendo a todas as normas previstas na nova legislação. Hoje é uma das poucas no país que está de acordo com a Lei.

 


Comente esta notícia

Todos comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Prefeitura Municipal de Andradas. Para fins de identificação, para comentar este conteúdo é necessário ter uma conta no Facebook®.


Transparência


Prefeitura Municipal de Andradas

Praça 22 de Fevereiro, s/nº, Centro. CEP: 37795-000 | Andradas - MG

(35) 3739-2000

Atendimento ao público de segunda à sexta das 12h às 18h.


Abrir Menu
X